sexta-feira, 20 de outubro de 2017

No banheiro da academia!

 por H. Thiesen

Eu não gosto de malhar, prefiro correr do que ficar presa à aparelhos, mas fui a uma academia à convite de uma amiga. Era fim de semana, a academia estava vazia e aos poucos, as pessoas que estavam por lá, foram embora. 
Malhamos durante uma hora mais ou menos e fomos tomar um banho. Enquanto nos banhávamos, começamos a brincar. Brincadeiras como jogar água, dar tapas para ver as marcas, tentar beliscar o mamilo da outra e passar a mão na bunda, etc. No meio da brincadeira a coisa ficou séria e acabamos nos beijando. Durante o beijo, ela passou um dos dedos entre as minhas pernas e levando até a minha boca, deu-me para que o chupasse. Chupei-o como se estivesse fazendo um delicioso sexo oral, depois lambi-o com a ponta da língua e então puxei-a de encontro aos meus  lábios. Nos beijamos alucinadamente, debaixo da água que escorria do chuveiro.
Tomando a iniciativa e ajoelhei-me à sua frente, afastei as suas pernas e introduzi a minha língua por entre elas, ela gemeu baixo, tentando não chamar a atenção, pois não sabíamos se alguém chegara na academia, para seus exercícios de fim de tarde.
Lambi-a sofregamente e descobri a intensidade da sua excitação, pois ela estava absolutamente molhada e derramava um gosto delicioso na minha língua. Suguei-a com carinho e ela se contorcia da prazer.
Sem percebermos, estávamos sendo observadas por uma outra menina. Pressentindo que havia outra pessoa, deixei o que eu fazia e olhei para trás. Uma menina, que aparentava uns vinte anos, nos olhava escorada na parede ao lado da porta e vi nos seus olhos um desejo enorme. Olhei-a fixamente e acenei-lhe com a cabeça para que se aproximasse. Sem fazer cerimônia, ela veio em nossa direção. Enquanto caminhava se despia e quando chegou, beijou a boca da minha deliciosa amiga.
A visão das duas se beijando foi maravilhosa e ajoelhada, tive a minha disposição o sexo de duas mulheres deliciosas. Voltei ao que estava fazendo, mas daquele momento em diante, revesei minhas carícias entre a minha amiga e a menina desconhecida.
As duas se beijavam e gemiam, suas peles arrepiavam na água fria. Em pouco tempo, deixaram-se cair e ficamos nos três deitadas no piso frio do banheiro.
Um gostoso triângulo se formou e dávamos mutuamente, prazer uma as outras. Eu entre as pernas da minha amiga, minha amiga entre as pernas da menina e a menina desconhecida entre as minhas.
Foram momentos deliciosos, com muitos beijos sugadas e lambidas. Começamos lentamente e logo tornou-se algo frenético. Todo o prazer que nós ganhávamos, retribuíamos na outra. E assim, nós três gozamos intensamente.
Terminamos o nosso banho e vestimos as nossas roupas, então a minha amiga apresentou-me a menina:
- Essa é a Cláudia, nós duas combinamos tudo!

--------------------------------------------------------------
Belas, gostosas e...
DOTADAS!
Clique aqui!
--------------------------------------------------------------

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Somente entre elas!

por H. Thiesen

Mergulha em meu corpo, te alimenta de mim, bebe meu sexo e deixa-me abastecer minha fome e saciar minha sede em ti.
Me beija, me suga e me come!
Abre tuas pernas e me dá o teu sexo, tira o véu do teu íntimo e me deixa desvelar os segredos, provar do licor dos teus desejos insanos e saciar-me com o néctar abundante do teu orgasmo. Eu te dou o tesouro que escondo entre as coxas e te deixo beber o mel que escorre de mim e te ofereço para beber, a inebriante bebida do meu êxtase.   
Vou me tatuar no teu corpo e deixar-te tatuada ao meu.
Entrega-me licenciosamente os teu desejos e eu te entregarei as minhas vontades mais insensatas e juntas iremos ao ápice, ao gozo, o meu e o teu!








--------------------------------------------------------------
Belas, gostosas e...
DOTADAS!
Clique aqui!
--------------------------------------------------------------

domingo, 10 de setembro de 2017

Flores Famintas

por H. Thiesen 

Duas flores famintas
Se encontram em segredo
Se refregam alucinadas
Úmidas pelo enredo!

Duas flores sedentas
Se beijam ardentes
Atritam suas pétalas
Belas e carentes!

Duas flores lascivas
Dançando seus desejos
Se molham e buscam
Prazer em seus pejos!

Duas flores impudicas
Num roçado gostoso
Exaustas se deixam
Abatidas pelo gozo!






TRIBADISMO

Ato sexual praticado por duas mulheres, que roçam ou esfregam as vulvas ou em qualquer outra parte do corpo, desde que exista um ângulo favorável à obtenção de prazer, bem como o orgasmo.
Termo grego para definir o ruido da esfregação.
--------------------------------------------------------------
Belas, gostosas e...
DOTADAS!
Clique aqui!
--------------------------------------------------------------

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

E... Bebo teu gozo!

por H. Thiesen 

Teu corpo é um mapa desenhado no meu pensamento, que me leva a um passeio, embarcada em desejos. Teu corpo é um mapa rascunhado em carne, que me leva à loucura entre beijos e abraços.
No teu corpo eu viajo como uma serpente, serpeando carícias, sibilando gemidos, rastejando desejos. No teu corpo eu me faço de carente e indefesa, nele eu concentro certeza e paciência cobrindo-o de beijos.
Me roço na tua carne e esqueço os pudores. Me desfaço dos mitos ouvindo da tua boca gemidos e gritos.
Mordo teus lábios, arranho tuas costas, nos teus ombros eu cravo meus dentes.
No fundo, no fundo tu gostas, no fundo tu sentes, um misto de dor com o prazer e o tesão!
Mas profundo é meu toque, te levo à loucura e te confundo!
Afago tua pele com dedos nervosos. Molho os teus poros com minha saliva, que transborda da boca
e a misturo com o teu mel.
Provo o sabor doce do teu prazer na tua flor, qual beija-flor ou uma borboleta sedenta por néctar.
Te levo ao delírio! Te vejo em mil desatinos! Te sinto levitar sobre a cama, como se fosse ao céu.
E, roubo de ti, o que vem doce das tuas entranhas, direto a minha boca. Roubo, roubo teu gozo para mim!

--------------------------------------------------------------
Belas, gostosas e...
DOTADAS!
Clique aqui!
--------------------------------------------------------------

domingo, 3 de setembro de 2017

Fogo!

por H. Thiesen 

Minha respiração tornou-se ofegante e me abandonei às tuas carícias. Proporcionei-me desfrutar, de olhos fechados, as delicias dos teus carinhos.
Tuas mãos deslizavam pelo meu corpo, tua boca deixava-me molhada por onde ela passava. Teus seios volumosos roçavam a minha pele e os bicos duros e rosados me traziam uma sensação deliciosa. O calor do teu corpo colado ao meu me aquecia e minha coxa entre as tuas pernas, me deixava sentir o teu fogo e a tua umidade.
E... gozamos! Como duas loucas, gozamos!

--------------------------------------------------------------
Belas, gostosas e...
DOTADAS!
Clique aqui!
--------------------------------------------------------------

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Nina

por H. Thiesen 

Olhei para ela e vi que realmente, a nossa relação, seria esplêndida, muito mais do que apenas, uma dominadora e a sua submissa!
Ela tinha vontade de ser minha, queria me pertencer e sua dedicação parecia-me plena, mas portava algo mais profundo em seus olhos.
Mandei que entrasse e permiti que falasse:
- Minha Senhora? O que faço com as minhas roupas?
- Deixe-as sobre a cama!
- Permita-me... Uma ousadia. Eu serei Tua sempre!
- Vou educá-la, transformá-la, talvez algo mais!
- Estou nua! Cubro-me?
- No armário encontrarás as roupas adequadas a uma menina que me pertence, mas vista-as depois!
- Sim, Minha Senhora, ainda fico desnuda, então?
- Sim, vou usá-la! Quero conhecer algumas das suas reações carnais, vamos fazer isso agora!
- Pois não, Senhora! Estou entregue à sua vontade!
- Qual é a sua idade menina?
- 19, Senhora!
Descobri um dos seus pontos fracos, aparentava diminuir-se ao chamá-la de menina, mas mantinha-se sem mostrar transgressão ou desafio, olhando-me no fundo dos olhos! O respeito que me arremetia, processava de forma diferente os meus sentimentos. Logo descobri que, de fato, não a submeteria, mas a amaria e a ensinaria!
Peguei-a pelos longos cabelos, puxei-os para trás, com força. Um leve gemido, a cabeça curvada para trás, a boca entreaberta e, a minha língua, como de uma serpente faminta, penetrou aquela doce cavidade, emoldurada por lábios vermelhos e sensuais.
Sem dúvida, ela me surpreendera, tinha vocação e anseios muito maiores do que ser uma relés submissa:
Escorri a língua pela sua face e aproximei-me do seu ouvido:
- Menina vou fazê-la uma mulher integral, talvez a minha mão direita, quiçá a minha sucessora. Vou realmente educá-la! Depois virão outras, mas sempre serás a minha Nina!

--------------------------------------------------------------
Belas, gostosas e...
DOTADAS!
Clique aqui!
--------------------------------------------------------------

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Eu viro do avesso!

por H. Thiesen 

Sinto o fluido do teu desejo na minha pele, na mistura de suor em um abraço sedentos e abrangente. São delírios, calafrios e desejos, que aos poucos nos incendeiam. Entre os teus braços, apertada aos teus seios, eu sussurro carícias ao teu ouvido. Quando estou assim arrebatada ao teu corpo, eu me transformo em uma fada adormecida por teus encantos.
Trazes contigo uma magia enebriante, que me transforma em sedutora em seduzida.
A sedução que em ti transborda é cristalina e faz de ti uma ninfa provocante.
Eu desfaleço, fico ávida e louca, quando a tua boca quente me procura. Entorpecida por carinhos me entrego, sou dominada por um um prazer alucinante. Morro em tua língua e transbordo loucamente, te dando a prova do prazer que de mim emana. O sabor da minha pele tem o gosto do sal que tempera nossa paixão e no gosto do meu sexo podes provar todo o desejo que eu guardo para ti.
Os meus gemidos testemunham esta loucura, denunciando meus pedidos e o meu tesão escaldante, de uma fêmea se entregando, uma gata excitada em pleno cio ou uma flor totalmente aberta de forma insana.
Quando tua boca me envolve e me consome, o prazer se transforma no meu fim. Quando a tua língua voraz me dá carícias e atravessa o meu portal de amor, sinto o meu ser esvair-se do meu corpo e a sensação deliciosa me parte ao meio.
Fico entregue totalmente aos teus caprichos, gozo como louca e se for preciso para te satisfazer, eu viro do avesso!

--------------------------------------------------------------
Belas, gostosas e...
DOTADAS!
Clique aqui!
--------------------------------------------------------------

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Ciranda


por H. Thiesen

Eu chupo
Tu chupas
Ela chupa
Eu bebo
Tu bebes
Ela bebe
Nós... provamos
O sabor do mel
desse prazer
E a essência
dessa ciranda
mútua e louca!
Eu gozo,
Tu gozas
Ela goza
Nós... Gozamos!


--------------------------------------------------------------
Belas, gostosas e...
DOTADAS!
Clique aqui!
--------------------------------------------------------------

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Pecado





Te encontro,  te pego e te jogo na cama
Quero te comer, te chupar e devorar
Quero sentir teus sabores
da boca, da xota, do rabo
Quero me deliciar no teu grelo
Enfiar a língua onde dizem que é pecado.
Deslizar minha língua nos teus lábios carnudos.
Sorver o néctar que escorre de ti
Ouvir teus gemidos e palavras perversas
de mulher incontida.
que contorce, o corpo, em resposta.
E de dentro de ti, de contração em contração
Eu te bebo todinha e brindo o teu orgasmo!


--------------------------------------------------------------
Belas, gostosas e...
DOTADAS!
Clique aqui!
--------------------------------------------------------------

terça-feira, 6 de junho de 2017

Doces e Lambuzos

por H. Thiesen 

A boca desliza
Por atalhos e trilhas
Enquanto a língua passeia
Da boca às virilhas
Nos lábios molhados
A saliva entrementes
Junta-se ao mel
E escorrem ardentes
Lábios famintos
Saciam os desejos
No néctar de prazer
No ardor dos beijos
Lábios sedentos
Bebem sem cessar
E o lambuzo do gozo
É seu doce manjar!






--------------------------------------------------------------
Belas, gostosas e...
DOTADAS!
Clique aqui!
--------------------------------------------------------------

Sou mulher e...